MEC volta atrás e exige doutorado de professor de federal

Folha de S. Paulo

Após proibir universidades de cobrarem pós-graduação para seleção de docentes, ministério endurece regras.Contratação de pessoas sem esse título será aceita em regiões remotas ou em cursos com poucos doutores

 

O candidato a docente em universidades federais deverá ter título de doutor. Essa deverá ser a regra, sujeita a exceções, para entrada de novos professores nessas instituições de ensino.

A nova exigência altera lei, em vigor desde março, que trouxe dor de cabeça para as federais. Como a Folha revelou no mês passado, o MEC tinha dispensado a exigência de mestrado e doutorado, permitindo que docentes apenas com graduação pudessem disputar as vagas, mas depois recuou.

A partir de agora, a exigência mínima será o doutorado.

“Para não ser doutor, o órgão superior, o conselho universitário, tem que aprovar os casos excepcionais”, disse o ministro Aloizio Mercadante (Educação) em audiência no Congresso Nacional.

A exceção será aceita em apenas duas condições: cursos em regiões mais remotas ou graduações em que há carência de doutores -caso de artes, por exemplo.

Anúncios

Sobre Antonio S. Silva
Jornalista, mestre pela PUC/SP, doutor pela UnB e professor da (UFMT). Importante o diálogo para construir um país melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: